segunda-feira, 16 de março de 2009

EM MADUREIRA, A “ESTAÇÃO DA CIDADANIA” ATENDE DIARIAMENTE CENTENAS DE TRABALHADORES DESEMPREGADOS


Texto e fotos: José Carlos Moutinho – Técnicas de Reportagem – EQUIPE ESMERALDA

Na Estação Ferroviária de Madureira, o Sistema Nacional de Empregos (SINE) tem uma Unidade de Atendimento chamada “Estação da Cidadania”, onde atende, diariamente, cerca de 300 trabalhadores desempregados. A U.A. Madureira, a exemplo de outras unidades no Rio de Janeiro, é administrada pela Secretaria de Estado de Trabalho e Renda (SETRAB). Ela recebe jovens e adultos (homens e mulheres), respectivamente, cheios de esperança e disposição para conquistar o primeiro emprego e dotados de grande experiência para interagir com os novos trabalhadores nos mais variados ramos profissionais. Será que Madureira e demais bairros já estão sofrendo os efeitos da crise econômica? Segundo o IBGE, o emprego na indústria caiu 1,3%, entre dezembro de 2008 e janeiro deste ano. No dia 12/03, o referido instituto de pesquisa divulgou dados que dão conta de que, na comparação com o mesmo período do ano passado, o emprego este ano recuou 2,5%, que é a menor taxa da série histórica iniciada em 2001.

O responsável pela captação de mão-de-obra a ser encaminhada às inúmeras empresas de Madureira e bairros adjacentes, Romeu Abrantes (foto), falou ao “Jiló Press” que os cerca de 300 atendimentos diários estão dentro da média, embora tenha havido um aumento, em comparação ao ano passado, quando a “Estação da Cidadania” foi inaugurada. A procura por empregos na região, segundo ele, não reflete ainda a atual crise econômica global. Mas ele admite que o desemprego ainda é elevado.

Abrantes dá uma dica aos trabalhadores: “sejam perseverantes e não desistam, não obstante a oferta de empregos não esteja sendo eficaz para suprir a procura”. Nesse sentido, ele faz um apelo aos trabalhadores para que invistam na sua qualificação profissional e nos estudos. Aos empregadores, Romeu sugere que adotem uma maior flexibilização das oportunidades de empregos, para ampliar as vagas e diminuir o desemprego.

Trabalho é dignidade – O candidato a uma vaga, segundo Abrantes, se depara com algumas dificuldades, como, por exemplo, a barreira de não poder pagar seu transporte, pois os empregadores só estão garantindo uma passagem, quando o trabalhador necessita de duas. Outra barreira destacada, é a idade. Uma pessoa, por exemplo, que já tenha 40 anos (ou mais) está encontrando dificuldades de ser contratada. “Isso não pode acontecer, os empregadores precisam abrir oportunidades para todos, pois a dignidade de um ser humano está no seu trabalho. Um profissional experiente facilita a interação e transferência de conhecimentos”.

Ele destacou que Madureira e adjacências estão oferecendo oportunidades em diversos setores, como, por exemplo, operador de telemarketing, vendedores para lojas de departamentos e eletrodomésticos. Abrantes ressaltou que é preciso promover uma maior aproximação entre os empregadores e o SINE-Madureira, para melhorar o atendimento aos trabalhadores e aos empresários.

Marta Oliveira, 47 anos, desempregada desde 2004, disse que está havendo discriminação por parte dos empregadores no que se refere às pessoas com idade acima dos 40 anos. Ela acha que essa discriminação é um erro, pois a troca de conhecimentos entre os empregados mais experientes e os jovens contribui muito para as empresas.

Alba, 35 anos, há três anos desempregada, corrobora com Marta ao acreditar que a idade está pesando (negativamente) na hora da contratação.

Nas filas da “Estação da Cidadania”, foi possível constatar, também, muitos jovens que estão tendo dificuldades de serem contratados devido a inexperiência. Foi o que confirmaram Rafael, 20 anos; Valério, desempregado há oito meses; Flávio, há seis meses desempregado, que disse estar aceitando qualquer trabalho; Rafael, 21 anos, sem trabalho há dois meses; Daniela, que procura emprego há 11 meses; e Pamela, que quer conquistar seu primeiro emprego.

Adalberto, 47 anos, há quatro meses desempregado, acredita que os empresários estão insensíveis quanto às pessoas mais maduras. Ele acha, também, que a crise econômica já está atingindo o mercado de trabalho brasileiro.

Projovem – Com vistas a acelerar o ingresso do jovem ao mercado de trabalho, Romeu Abrantes ressaltou a importância do Projovem Urbano – um instrumento estratégico da Política Nacional da Juventude, coordenado pela Secretaria Nacional da Juventude da Secretaria Geral da Presidência da República, sancionado em 11 de junho de 2008, pelo presidente Lula. O projeto visa elevar o grau de escolaridade de jovens, objetivando o desenvolvimento humano e o exercício da cidadania, por meio da conclusão do ensino fundamental, da qualificação profissional e do desenvolvimento de experiências de participação cidadã. No estado do Rio de Janeiro, o programa é administrado pela SETRAB, em parceria com as secretarias estaduais de Educação e Ação Social e Direitos Humanos.

A “Estação da Cidadania” – Unidade de Atendimento-Madureira (SINE/SETRAB), que é chefiada por Vanessa Melo, tendo Romeu Abrantes como captador de empregos, fica na Rua Carolina Machado s/nº, mezanino superior da Estação Ferroviária de Madureira, entre a Av. Edgar Romero e Domingos Lopes – Madureira, Cep: 21360201 – telefone: DDD:(21) 2332-1045, correio eletrônico: madureira@trabalho.rj.gov.br. Horário de atendimento: 8:30 às 16:30.

3 comentários

Jiló Press disse...

José Carlos Moutinho, você é o cara!
Mais uma vez uma reportagem com vasto número de personagens, fonte oficial, tema relevante.
Você é o 'Romário' da Equipe ESMERALDA.
Parabéns ao artilheiro das grandes pautas!!!

Ricardo França
Editor-chefe

JCMoutinho disse...

Prof. França,

Fico feliz com seus comentários. Sem dúvida, a matéria também reflete os seus esforços e competência acadêmicas demonstradas nas aulas. Suas aulas sobre a definição de pauta e estratégia de cobertura jornalística estão magníficas. Aliás, o grupo de professores da Estácio tem me proporcionado excelentes experiências. Vocês é que são os craques!

Abraços, JCMoutinho.

Anônimo disse...

eu tambem estou desempregado, por que nao mederam chance fiz varias entrevista este ano, nao consegui nada ate agora. que pais esse, onde sr.luis inacio lula da silva, fala que a economia esta bombando. isso e mentira, perdi as esperanaça este resto de ano.

Postar um comentário

Participe aqui!

Design by UsuárioCompulsivo alterado por Marcos Benjamin ^