sábado, 21 de março de 2009

INVESTIGAÇÃO TV JILÓ: HOSPITAL DA ZONA NORTE SUPERLOTADO


Video I


Video II


Video III


Video IV


Video V

TV JILÓ - Imagens e texto: Amanda Souza - Técnicas Reportagem - Chefe de reportagem- EQUIPE RUBI

O Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes, encontra-se em estado de caos. Nesta quinta-feira (19/03) por volta de 01h da madrugada, a reportagem da TV JILÓ flagrou a superlotação de pacientes. Imagens feitas por um aparelho celular revelam o que a população que depende do Sistema Único de Saúde (SUS) é obrigada a passar devido hospitais cheios.

Os corredores do Carlos Chagas se transformaram em leitos onde enfermos e seus acompanhantes ficam expostos. A cena é chocante, e denuncia o abandono. Em uma caminhada pelo corredor escuta-se gemidos e tosses dos doentes ali instalados. Acompanhantes afirmam que há pacientes há pelo menos cinco dias sendo tratados no corredor. Os parentes levam cobertores e lençóis devido ao frio. Os vídeos relembram as cenas vistas pelo governador Sérgio Cabral assim que assumiu seu cargo. Na ocasião, ele prometeu mudar a situação em que os hospitais se encontravam. Mas a TV JILÓ comprova que pouco mudou.

No vídeo I aparece a fachada do hospital. Nos Vídeos II e III aparecem um corredor lotado de macas com doentes e seus acompanhantes, muitos dormindo sentados. No vídeo IV, observamos um doente com uma espécie de sonda nasal e a sua acompanhante, mal acomodados nos corredores. O vídeo V mostra os corredores do hospital como se encontram.

19 comentários

Lilian Vieira disse...

Infelizmente essa é a realidade do nosso país.

Cintia Littrell disse...

Realmente é um absurdo a situação em que a população carioca está submetida... Infelizmente cenas como essas são comuns em hospitais da Rede Pública.Anos passam, trocam -se os governos e essa vergonha continua sempre ali na cara de quem finge que não vê. Pabaéns pela matéria Amanda!Muito legal sua matéria, continue assim corredo atrás da informação.
Beijos

Pepe disse...

Isso é inadmissível. primeiro porque a pessoa que busca ser atendida contra sua doença piora muito enquanto está na fila, segundo porque, dependendo da doença, pode passar ainda para outras pessoas mais, terceira porque não há nenhuma imediatice no atendimento de quem necessita de rapidez no tratamento de sua enfermidade.
Reportagens como esta deveriam ser espalhadas para provocar conscientização nas pessoas, porque esperar para q o governa faça alguma coisa por conta própria é querer demais. Devemos obrigá-los a isso mediante protestos.

shayennes disse...

Amanda, parabéns pela matéria!
Esse hospital como muitos outros realmente, é pessimo...uma vergonha !
Parabéns jornalistaaa

Prof. Ricardo França (Editor-chefe) disse...

Não há Deus que segure o ímpeto e o talento daqueles que têm vocação para fazer jornalísmo investigativo. Há um mês, Amanda conversou comigo sobre o tema, na redação do Jiló Press, no Nucom. Disse ser apaixonada por investigação.

Ponderei, argumentando que essa prática envolve risco profissional e pessoal, que deveria ser feito com cuidado e que jornalismo investigativo requer uma boa dose de experiência.

Mas, mesmo assim, lá foi ela. Construiu uma pauta especial e colocou em prática.

Nessa matéria, Amanda dá um show de técnicas de reportagem, de metodologia investigativa e de logística. Exemplos?

1 - Infiltração - Entrou no hospital e conseguiu fazer as imagens sem ser descoberta;

2 - Logística - Usou microcâmera. No caso, de um telefone celular. As imagens distorcidas não interferem na informação. O que vale é o registro, o flagrante.

3 - Planejamento - O melhor horário para capturar as imagens é mesmo de madrugada, pois o movimento de enfermeiros, seguranças, médicos e funcionários do hospital é bem mais reduzido.

Amanda, agora, para fechar com chave de ouro, o legal seria ouvir o outro lado, ou seja, a administração do hospital. Seria legal procurar a assessoria de imprensa da Secretaria Estadual de Saúde.

Parabéns!

Ricardo França
Editor-chefe

Diego Carvalho disse...

É triste dizer, mas é esse o cenário da saúde do nosso país! Não quero comentar sobre mais um absurdo cometido, e sim de mais uma prova do que realmente é o jornalismo, que aparece através de uma promissora jornalista que possui o necessário para ter futuro nessa área, o amor pela informação, sem medir esforços!

"Sem ti o mundo de hoje seria como mastro sem bandeira
como bandeira sem vento, como rádio sem antena,
como cérebro sem pensamento, como bússola sem norte,
como morte sem vida
como vida sem morte. .

Sem ti, o mundo seria mundos
muitos mundos, o meu, o teu, o dele, mundinhos de cada um,
nunca um mundo só, nosso mundo, imenso mundo, mundão,
que sai da tua cabeça
e escorre na tua mão!"

Trecho de "Poema Ao Jornalista"
Poesia de J.G. de Araújo Jorge, extraída
do livro "Mensagem" - 1966)

Anderson Lemos disse...

Infelizmente, quem não tem/pode pagar um plano de saúde, sofre com a saúde pública...

vinicius disse...

muito boa a reportagem
mudam os governadores mas nada mudo!!!!

Marcos Benjamin (Web-editor) disse...

Amanda,

depois dessa... sem comentários, preciso dar meu depoimento.

Sou um apaixonado por jornalismo tanto que logo que entrei para faculdade eu já sabia o que queria e desde início trabalhei com jornalismo. Fiz isso porque precisava "gastar" a minha paixão pelo jornalismo que sempre esteve nas minhas veias desde moleque, futebol sabe...rs!

hoje só tenho a agradecer, depois desta ideia do projeto Jiló Press, vieram a convergência de mídias como a TV Jiló e a Rádio. Logo a seguir um flagrante como este que é histórico, um marco em nosso blog. Feito por um celular. Esta reportagem será a pedra fundamental para uma nova opção que será inaugurada na próxima semana. Graças à você, Amanda.

Você mostrou a todos que para se fazer jornalismo só precisamos de três requesitos: criatividade, coragem e paixão.

Na "feira" do jornalismo, "nossa banca" de Jiló está se expandindo, agora só resta ao "freguês" escolher qual opção ele irálevar.

Obrigado Amanda, de coração e parabéns pela excelente reportagem, hoje tive mais uma prova que estou trabalhando em uma equipe maravilhosa.

Marcos Benjamin, mais um apaixonado pelo jornalismo

Anônimo disse...

Muito foda esta matéria!!

Parabéns a Amanda Souza e a toda equipe deste blog, um show de jornalismo

Célia Aparecida - Vila da Penha

Anônimo disse...

Uma realidade triste, porém verdadeira!

Parabéns pela matéria!!!

Lúcia Giovanelli, de Bento Ribeiro

Anônimo disse...

Amanda,relamente você tem talento pra jornalismo!
Para fazer essa materia,você deve ter tido muita coragem de se arriscar,ou melhor muita paixão pela profissão.Sua reportagenm está muito boa!Parabéns!
Jana

ra.aangel-2000 disse...

Até hoje e agora eu tento realmente encontrar um futuro dígno para um mundo, onde existe uma má administração e errada distribuição de verba, onde por muitas esta é desviada a fins contrários.
É dificíl acreditar em algo onde não se vê luz ou esperança, onde que mesmo que elas ainda existam, elas son ocultas a sombra de tanta calamidade e caos ao sistema de saúde do nosso País.
Achei ótima a matéria e toda a abordagem feita, desde das fontes pesquisadas, os argumentos nelas colocados...
É através destes meios e fins que buscamos a solução para que algo tão imcompreensivél, seja compreensivél aos olhos do povo e do país em si. E assim também alcançemos a resposta da resolução de tudo isso. PARABÉNS !

Maria disse...

Não sou jornalista, mas em 2005 fui obrigada a ir ao Carlos Chagas , e vi uma cena de campo de concentração
Vejo que a situação não mudou nada, apesar das cenas que vemos quero parabenizar a Amanda pela sensibilidade e coragem da matéria.
Meus parabéns tb ao prof. França pela orientação dada a seus alunos , o blog está de primeira qualidade.
É isso aí meninada!!! Vcs estão de parabéns!!!

Bruno Guedes disse...

Gostei da matéria e do texto, principalmente.

Só acho que vídeo escondido e tal, meio anti-ético. Mas isso é MINHA opinião.

Abraçooos

Anônimo disse...

É uma falta de respeito e de descaso com o povo.
É inadimissível que a situação continue assim, a situação precária e desumana em que se encontra este hospital, alguem tem de tomar uma providência imediatamente.
É um absurdo um político fazer promessas de melhoras na saúde e no final de tudo a gente vê que nada mudou.O que será que aconteceu, não existe verba pra saúde?A saúde não é prioridade do governo?
Ou são essas as possibilidades ou então as autoridades não estão nem aí para o povo.

Muito boa a matéria, achei de extrema importância essa triste realidade ser levada a público mais uma vez.
Parabens!

Maria disse...

Anti ético é o que eles estão fazendo com o povo, é o que eles estão fazendo com o dinheiro público!!!
Eles são tão covardes que se aluna fosse com a câmera nas mão , a amostra! Estaria sujeita a ser mais uma deitada na maca, nos corredores por ter sido agredida.
E o prof França foi bem claro em sua análise acima, só com muita experiência pr fazer uma denuncia como esta.

Anônimo disse...

Parabéns pela matéria Amanda!

Realmente essa situação é uma vergonha, nem tenho o q dizer.. a saúde no Brasil é simplesmente o CAOS...

[Bruno Souza]

leonardo disse...

parabéns !!
vc esta se tornando uma jornalista !!
como foi seu sonho parabéns mais uma vez !!
vc merece te doro e vc sabe disso !!

Postar um comentário

Participe aqui!

Design by UsuárioCompulsivo alterado por Marcos Benjamin ^