quarta-feira, 11 de março de 2009

"NÃO AGUENTO MAIS ESSA SITUAÇÃO"



Texto e foto: Carolina Nascimento (3º período) - EQUIPE ESMERALDA

"NÃO AGUENTO MAIS ESSA SITUAÇÃO". Esse foi o desabafo da moradora e vendedora ambulante da rua Américo Brasiliense, em Madureira, Maria Domingos de Jesus, 44 anos, (foto) pela situação caótica da esquina da rua onde mora, com uma das principais estradas do bairro, Rua Carolina Machado. No local, um vazamento de esgoto incomoda há mais de três anos.


Dona Maria, que mora na rua há 11 anos, explica que já tentou fazer de tudo para que as autoridades resolvessem o problema. “Os moradores já ligaram para a CEDAE, reclamaram com a prefeitura e nada de solução. Até a Rede Record já veio aqui”, diz a moradora, temerosa pelos riscos que ela e seus netos pequenos correm com as doenças qoe podem ser provocadas pelo vazamento.

O novo morador do bairro, Paulo Roberto, 55, (foto) que se mudou há menos de um mês para uma casa localizada em frente à esquina dessas ruas, pede para que problema seja resolvido o quanto antes. “Deveria ser uma prioridade para as autoridades. Eu fico incomodado com essa situação”, reclama Paulo, que havia ligado para a CEDAE horas antes da chegada da reportagem do JILÓ. De acordo com Paulo, a CEDAE informou que a equipe responsável para a resolução do vazamento estaria trabalhando em outros pontos da cidade e não poderia atender naquele momento. “É um absurdo. Morava em Vaz Lobo, vim para cá e já encontro esse problema”, comp-leta, indignado, o funcionário da PROSEGUR.

RISCO DE LEPTOSPIROSE - O enfermeiro Antônio Sérgio, 45 anos, que trabalha no curso de Enfermagem Souza Barros, localizado no início da rua Américo Brasiliense, falou sobre os ricos que a população corre. “Qualquer pessoa que passa nesse local diariamente tem riscos de pegar, por exemplo, leptospirose, doença infecciosa causada pela urina do rato; uma infecção de pele, protosoósis; entre várias doenças” explicou o enfermeiro, que trabalha na área da saúde há mais de 28 anos. Antônio recomenda a quem tiver contato com o esgoto, que caso tenha sintomas específicos como febre, falta de apetite, cansaço e até diarréia, que procure um posto de saúde o mais rápido possível para fazer o tratamento adequado.

RECLAMAÇÕES - Subprefeitura da Zona Norte: 3350-8415 ou 3350-3708, ou mesmo para a CEDAE: EMERGÊNCIA: 195.

2 comentários

Cássio Cornachi - Técnicas de Reportagem Tarde - EQUIPE RUBI disse...

Essa notícia já foi postada aqui

Prof. Ricardo França (Editor-chefe) disse...

Tem razão, Cássio. A mesma notícia fora publicada pela estudante-repórter Juliana Crespo, segunda-feira, dia 9 de março, integrante da Equipe Rubi (turma de Técnicas de Reportagem da tarde). Contudo, a Carolina não repetiu gratuitamente. Ela aprofundou a investigação, consultou mais fontes (com nomes completos) e até um especialista da área de saúde. Bela pauta, bela apuração, belo texto, belas fotos. Por isso não vou deletar.

Ricardo França
Editor-chefe

Postar um comentário

Participe aqui!

Design by UsuárioCompulsivo alterado por Marcos Benjamin ^